quinta-feira, 2 de junho de 2022

Guaimbê/Imbé (Thaumatophyllum bipinnatifidum/Philodendron bipinnatifidum)

 



Família: Araceae

Ocorrências confirmadas: Cerrado, Mata Atlântica e Pampa.

Modificado: portal REFLORA

Local de cultivo: Meia-sombra , sol pleno (acostumar as plantas aos poucos) ou ambiente sombreado.

Substrato: Terra rica em matéria orgânica. Também aceita substratos pedregosos, se desenvolve sobre troncos de árvores desde que tenha terra embaixo para a nutrição das raízes, ou ainda ambientes brejosos e alagados.

Rega: Frequentes (regar novamente quando o solo estiver secando)


Guaimbê em vaso.

Guaimbê em jardim.

Guaimbê enorme a pleno sol. (Foto: Pedro Garcia)


Algumas pessoas confundem o Guaimbê desse post (sim existem outras plantas com o nome Guaimbê) com uma planta exótica (que não ocorre naturalmente no Brasil) chamada Costela-de-Adão e nome científico Monstera deliciosa que apresenta furos nas folhasEssa última também é bem popular no paisagismo e é cada vez mais usada porém já é considerada invasora (que ocupa o ambiente e impede outras plantas de se desenvolver no local) em diversas ilhas do Caribe. 


Folhagem da Costela-de-adão Monstera deliciosa


Folhagem do lindo Guaimbê, nativo do Brasil

Mesmo no Brasil quem cultiva essa planta no chão sabe como ela se espalha muito e é uma possível invasora de diversos ambientes aqui também. Sendo assim por que não utilizar o Guaimbê que é tão lindo quanto? Se for cultivar a Costela-de-Adão (Monstera deliciosa) pelo menos faça o cultivo em vaso, isso vai ajudar a não espalhar a espécie em ambientes naturais. 
Espécies invasoras são a segunda maior causa de extinções de espécies no planeta e isso afeta diretamente a nossa economia e saúde!
Uma outra opção substituta da Costela-de-Adão (Monstera deliciosa)  é a linda espécie brasileira Imbé-rasgado (Monstera Adansonii) que já pode ser encontrado nas floriculturas e garden centers. Ela também apresenta os furos nas folhas.  

Monstera adansonii em vaso nativa do Brasil


Algumas pessoas confundem o Guaimbê desse post (sim existem outras plantas com o nome Guaimbê) com uma planta exótica (que não ocorre naturalmente no Brasil) chamada Costela-de-Adão e nome científico Monstera deliciosa. Essa última também é bem popular no paisagismo e é cada vez mais usada porém já é considerada invasora (que ocupa o ambiente e impede outras plantas de se desenvolver no local) em diversas ilhas do Caribe. 

                Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários!

segunda-feira, 21 de março de 2022

Jabuticaba Branca (Plinia phitrantha/Plinia aureana)

 

(Foto: Pedro Garcia)

Família: Myrtaceae

Ocorrências confirmadas: Mata Atlântica

Modificado: Portal REFLORA

Local de cultivo: Meia sombra

Substrato: Terra adubada rica em matéria orgânica

Rega: Frequente


OBS: Essa espécie é excelente para cultivo em vasos...e quando cultivada dessa forma ela produz ainda mais cedo do que quando plantada no chão (leva de 2 a 3 anos apenas).

Jabuticaba-branca em vaso (Foto: Pedro Garcia)

Frutos maduros (Foto: Pedro Garcia)