sábado, 23 de fevereiro de 2019

Flor-de-Outubro-Rosa ou Flora-da-Primavera-Rosa (Schlumbergera rosea)


Família: Cactaceae

Ocorrências confirmadas: Mata Atlântica (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná)
Local de cultivo: Meia-sombra ou Sombra com luminosidade indireta

Substrato: Essa planta é uma epífita então pode-se utilizar substratos para orquídeas. Evite utilizar substratos que retenham muita água como terra, o seu substrato deve ser muito drenante!

Rega: Regar pouco (dependendo da sua região e da época do ano, aqui em Florianópolis é muito úmido rego uma vez por semana quando está calor, e no outono e inverno a rega é mais espaçada pois demora mais pra secar a terra). 

Vídeos: 

OBS: A Flor de Outubro lembra muito a outra espécie que é a Flor de Maio, porém as folhas são um pouco diferentes e a época de floração também. Para ver um vídeo da comparação entre as duas clique no link 



Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários!



sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Orquídea Cattleya Loddigesii


Família: Orchidaceae

Ocorrências confirmadas: Cerrado e Mata Atlântica

Local de cultivo:  Meia-sombra com média a alta luminosidade (pode utilizar sombrite de 50%). Você pode levar para dentro de casa quando está com flor, mas depois deve retornar ao ambiente original.

Substrato: Variados (existem substratos já prontos nas lojas e outros você pode misturar alguns destes componentes: fibra de coco, pedra brita, isopor, carvão, casca de pinus, esfagno, entre outros) ou colocar em troncos de árvores. Você ainda pode colocar vasos de cerâmica ou de plástico ou em cachepots de madeira colocando um pouco de carvão vegetal na base. Para mais detalhes clicar nos vídeos:


Rega: Esse é um dos fatores mais importantes pra uma orquídea, você deve regar uma vez e quando o substrato e raízes estiverem seco regar novamente. Na estações quentes dependendo do cultivo a rega deverá ser diária! Você pode borrifar água na sua orquídea nos dias mais quentes e secos, elas irão apreciar. 

Cuidado: Se for deixar em vaso a céu aberto e você morar em local que chove muito como aqui no Sul, talvez você tenha que mover a planta para um local coberto até a chuva passar. Quase perdi as minhas depois que pegaram 3 dias seguidos de chuva! Resolvi esse problema substituindo o vaso de plástico por cachepots de madeira nobre (esses resistem às chuvas) colocando um pouco de carvão. Observe a foto: 
Foto: Pedro Garcia


Algumas pessoas têm medo de cultivar orquídeas, acham complicado ou têm trauma por terem perdido alguma. Mas se você cultivar espécies que são originárias da sua região isso facilitará em muito o cultivo. E não há porque ter medo, precisamos errar para aprender! 

Vamos tentar cultivar?
Vídeo da espécie: https://www.youtube.com/watch?v=gMFUTbkUibQ


Cattleya loddigesii alba


Cattleya loddigesii coerulea
Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários!









segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Cabeludinha (Myrciaria glazioviana)



Família: Myrtaceae

Ocorrências confirmadas: Mata Atlântica
Local de cultivo: Sol pleno, meia-sombra ou sombra

Substrato: Terra rica em matéria orgânica e um pouco de areia de construção(pelo menos30%)

Rega: Frequente (quando a terra estiver secando regar novamente)


OBS: No site "Colecionando Frutas" existe a informação que se essa planta for cultivada em sombra irá produzir frutos maiores e mais saborosos!

As flores da cabeludinha servem de alimento para nossas queridas ABELHAS NATIVAS, então se você,assim como eu, tem enxames desses importantíssimos seres no seu jardim...vale a pena ter essa planta como fonte de alimento para suas abelhas. Clique no link para ver algumas abelhas visitando as flores: https://www.youtube.com/watch?v=vdJuDSYrZqs&t=100s




Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários!





sábado, 9 de fevereiro de 2019

Bromélia Aechmea nudicaulis


Família: Bromeliaceae

Ocorrências confirmadas: Cerrado e Mata Atlântica


Local de cultivo: Sol pleno ou meia-sombra

Substrato:Rico em matéria orgânica (terra adubada) misturada com areia (50% de cada). Algumas das minhas bromélias estão plantadas em uma mistura de terra com areia e estão indo bem.
Porém em outras utilizo outros itens pra deixar a terra aerada e com menor retenção de água nas raízes como: casca de pinus ou carvão vegetal (lavando antes pra tirar o pó). Utilizando uma parte de terra adubada pra uma parte de pinus ou carvão vegetal. Mas você pode fazer sua própria mistura, por exemplo: 50% de terra adubada + 25% de casca de pinus pequena + 25% de carvão vegetal em pedaços pequenos. Faça o que for melhor pra você e teste, se não der certo é só mudar!

Rega: Manter o copinho central da bromélia com água e borrifar água nas folhas nos dias muito quentes. Esse cuidado é mais importante do que a rega nas raízes que podem ser regadas uma veze por semana. Eu moro em um local com alta umidade e por isso não borrifo e elas estão muito bem.


COMO EVITAR MOSQUITOS NAS BROMÉLIAS?

O mosquito da dengue não gosta do copinho da bromélia porque ele prefere locais de água limpa, porém outros mosquitos podem depositar seus ovos ali. Dificilmente eu vejo larva de mosquitos nas minha bromélias...isso só acontece quando chove muito e elas ficam com um volume muito cheio de água e essa água fica mais límpida, e ainda assim apenas nas bromélias grandes. Eu simplesmente viro os vasos de cabeça pra baixo e deixo só um pouco de água no copinho central da planta que é mais "sujo". Assim as larvas caem no solo e irão morrer. Existem outras técnicas pra evitar mosquitos como utilizar borra de café no copinho ou trocar a água com um jato de água, mas eu simplesmente viro o vaso. Se você quiser ver essas dicas, deixo o link de alguns vídeos que falam sobre o assunto!

Controle de larvas usando detergente: https://www.youtube.com/watch?v=ZpFdKOGs3vM

Outros controles (pular o vídeo para 2:30):                             https://www.youtube.com/watch?v=Bht9XGXKldw&t=1s

Vídeo da espécie:https://www.youtube.com/watch?v=H-Fx55UL2kw

OBS: Existem diversas variedade dessa espécie, veja algumas nas fotos no final do post. De acordo com o site "Colecionando Frutos" essa espécie de bromélias após a floração, produz frutos comestíveis. As espigas produzirão gomos e com 60% dos gomos na cor alaranjada podem ser colhidos, sendo que a polpa interna teria gosto de mel.

Frutos maduros de Aechmea nudicaulis

Aechmea nudicaulis variedade variegata

Aechmea nudicaulis variação rubra

Detalhe da floração

Aechmea nudicaulis na natureza
Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários!



terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Framboesa Silvestre/Morango Silvestre (Rufus rosifolius)



Família: Rosaceae

Ocorrências confirmadas: Cerrado e Mata Atlântica

Cultivo: Ambiente sombreado para melhor frutificação, mas aceita meia sombra e sol pleno

Substrato: Rico em matéria orgânica

Regas: Frequentes


OBS: Existe a variedade dessa espécie que tem os frutos amarelados, rara na natureza.






Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários!